Personal Trainer Online

Para trabalhar o peito, há uma variedade de exercícios, no entanto, geralmente dedicamos nosso treinamento a uma única rotina e você não deve esquecer a importância da variedade ao exercitar qualquer grupo muscular para alcançar o maior crescimento possível. Estes são alguns dos exercícios peitorais mais subestimados.

Dinheiro

Também é conhecido no mundo do bodybuilding como agachamento na parte superior do corpo e é ideal para trabalhar a contração e o alongamento dos peões, buscando ganhar tamanho e força.

Ao fazer este exercício, incline-se um pouco para a frente, procurando a pressão que passa do tríceps para o peitoral, principalmente na área inferior do tríceps. Trabalhe lentamente para cima e para baixo no tronco, sem estender totalmente os cotovelos para cuidar dessa articulação.

Como em qualquer outro exercício no peito, tente retrair as omoplatas para apertar o peitoral ao máximo, trabalhe até a falha muscular.

Imprensa de chão

Esse exercício é semelhante a outros, como o prensa de prancha ou o prensa de pinos, na medida em que busca diminuir o alcance do supino, dando mais trabalho ao tríceps e fazendo com que os ligamentos se adaptem a um peso que, de outro modo, seria mais difícil de manusear. .

Para isso, use uma barra que você possa ajustar para que fique a cerca de 60 cm do chão, para que você possa se colocar confortavelmente sob ela. Uma vez embaixo da barra e com os dois pés apoiados no chão, você a levanta, mas sem fazer o estilo powerlifter do supino, pois suas costas devem estar sempre apoiadas no chão.

O movimento começa de cima e você abaixa o peso até que os tríceps fiquem completamente apoiados no chão, faz uma pausa breve e depois aumenta o peso novamente até que os cotovelos estejam completamente travados.

LER  Os 2 mandamentos do culturismo

Aperto isométrico do peito

Este é um exercício pouco conhecido que muitos fisiculturistas usam, pois certas poses isométricas podem ser usadas para obter congestão muscular em certos locais do corpo, embora para aqueles que são fiéis ao treinamento funcional não pareça muito interessante se exercitar, vale a pena conhecer.

Isso pode ser feito de pé e sentado, basta cruzar os braços em um ângulo de 90 graus, colocando as palmas das mãos juntas na frente do peito. Os dedos devem apontar perpendicularmente ao chão e o movimento consiste em empurrar uma mão contra a outra enquanto contrai o peito, começando devagar e aumentando gradualmente a pressão.

A contração deve ser mantida por alguns segundos antes de repetir o movimento novamente.

Dicas

Um dos detalhes mais subestimados no fisiculturismo é o desenvolvimento do peitoral externo e realmente faz a diferença quando você tem um peito largo com uma curva externa pronunciada. As aberturas dos halteres são ideais para esse visual.

Com relação ao supino, ele também pode ser usado para desenvolver a área interna, pois da mesma maneira que uma ampla aderência ajuda a trabalhar a área externa, uma mais estreita trabalha os músculos internos do tórax.